jusbrasil.com.br
25 de Janeiro de 2022
2º Grau
Entre no Jusbrasil para imprimir o conteúdo do Jusbrasil

Acesse: https://www.jusbrasil.com.br/cadastro

Tribunal Regional Federal da 2ª Região TRF-2 - AGRAVO DE INSTRUMENTO : AG 91608 2002.02.01.008342-3

Detalhes da Jurisprudência
Processo
AG 91608 2002.02.01.008342-3
Órgão Julgador
PRIMEIRA TURMA
Publicação
DJU - Data::28/07/2003 - Página::83
Julgamento
2 de Junho de 2003
Relator
Desembargador Federal CARREIRA ALVIM
Entre no Jusbrasil para imprimir o conteúdo do Jusbrasil

Acesse: https://www.jusbrasil.com.br/cadastro

Ementa

PROCESSUAL CIVIL - AGRAVO DE INSTRUMENTO – ANTECIPAÇÃO DE TUTELA – RESSARCIMENTO AO SUS – INSCRIÇÃO NO CADIN - LEI Nº 9656/96 I – As Agência Reguladoras possuem poder normativo, nos limites da lei, em função substitutiva dos regulamentos administrativos. II – Sendo a cobrança constitucional, em princípio, não se pode impedir que se faça a inscrição na dívida ativa dos inadimplentes. III – A inscrição no CADIN não é necessária, observada que a matéria ainda é alvo de discussão, e a inclusão no referido cadastro pode gerar danos irreparáveis ao agravado. IV – Agravo de instrumento parcialmente provido.

Acórdão

A Turma, por unanimidade, deu parcial provimento ao agravo, nos termos do voto do (a) Relator (a).
Disponível em: https://trf-2.jusbrasil.com.br/jurisprudencia/852583/agravo-de-instrumento-ag-91608

Informações relacionadas

Tribunal de Justiça de Minas Gerais
Jurisprudênciahá 10 meses

Tribunal de Justiça de Minas Gerais TJ-MG - Remessa Necessária-Cv : 5009547-06.2019.8.13.0024 MG

Artigoshá 7 anos

Regime jurídico das agências reguladoras

Superior Tribunal de Justiça
Jurisprudênciaano passado

Superior Tribunal de Justiça STJ - RECURSO ESPECIAL : REsp 1807533 RN 2019/0095503-8