Carregando...
JusBrasil - Jurisprudência
01 de agosto de 2014

TRF-2 - MANDADO DE SEGURANÇA : MS 0 98.02.11678-5

PROCESSUAL CIVIL. INTERDITO. REPRESENTAÇÃO. SUBSTITUIÇÃO PROCESSUAL. O DIREITO DE AÇÃO, PARA DEFESA DO PATRIMÔNIO DE PESSOA INTERDITADA, É DO PRÓPRIO INCAPAZ. É O INCAPAZ REPRESENTADO EM JUÍZO PELO SEU CURADOR. O CURADOR NÃO É SUBSTITUTO PROCESSUAL DO CURATELADO. ILEGITIMIDADE ATIVA "AD CAUSAM"DO CURADOR, COM CONSEQÜENTE EXTINÇÃO DO PROCESSO, SEM JULGAMENTO DO MÉRITO.

Publicado por Tribunal Regional Federal da 2ª Região - 1 ano atrás

LEIAM 2 NÃO LEIAM
ResumoEmenta para Citação

Dados Gerais

Processo: MS 0 98.02.11678-5
Relator(a): Desembargador Federal ROGERIO CARVALHO
Julgamento: 30/11/1998
Órgão Julgador: QUARTA TURMA
Publicação: DJU - Data::26/08/1999
DJU - Data::26/08/1999

Ementa

PROCESSUAL CIVIL. INTERDITO. REPRESENTAÇÃO. SUBSTITUIÇÃO PROCESSUAL. O DIREITO DE AÇÃO, PARA DEFESA DO PATRIMÔNIO DE PESSOA INTERDITADA, É DO PRÓPRIO INCAPAZ. É O INCAPAZ REPRESENTADO EM JUÍZO PELO SEU CURADOR. O CURADOR NÃO É SUBSTITUTO PROCESSUAL DO CURATELADO. ILEGITIMIDADE ATIVA "AD CAUSAM"DO CURADOR, COM CONSEQÜENTE EXTINÇÃO DO PROCESSO, SEM JULGAMENTO DO MÉRITO.

0 Comentário

Faça um comentário construtivo abaixo e ganhe votos da comunidade!

Não use muitas letras maiúsculas, isso denota "gritar" ;)

ou

×
Disponível em: http://trf-2.jusbrasil.com.br/jurisprudencia/800908/mandado-de-seguranca-ms-0